Homem é detido após desobedecer policiais em Toledo

Ontem (20), por volta das 20h40, uma equipe da Rádio Patrulha, setor sul, foi acionada via central de operações para deslocar até na Rua José de Alencar, onde a solicitante relatou ter sofrido agressões de seu marido, e que desejava uma viatura no local. Em diligências, quando a viatura policial chegou em frente a residência uma senhora que posteriormente foi identificada começou a gritar de dentro da casa, dizendo: “olha! é aqui mesmo! é aqui! foi eu quem ligou!”, neste momento ao passar pelo portão da residência seguindo em direção a casa, um indivíduo o qual posteriormente foi identificado veio caminhando em direção da equipe com um cigarro na mão, em ambiente totalmente escuro, neste momento, com uso de lanternas foi dado voz de abordagem, ordenando para o indivíduo largar o cigarro e colocar as mãos na cabeça, sendo que o mesmo se recusou a obedecer, dizendo: “aqui é minha casa! vocês não podem entrar aqui e me dar ordens!” mesmo depois de orientado e advertido, e por se tratar de uma ação legitima policial, e por se tratar de um atendimento de ocorrência, o suspeito continuou se negando a colocar as mãos na cabeça, resistindo a abordagem, sendo necessário o contato físico para colocá-lo de costas para equipe policial na parede, e ao realizar a busca pessoal, após verificar a região de cintura e ter certeza que não havia arma de fogo, foi tentado conversar com o indivíduo para entender o que estaria acontecendo e qual era o nome do mesmo, porém estava muito alterado, exaltado e agressivo, se negando a colaborar.

Questionado a esposa e solicitante da ocorrência, a qual relatou a equipe que houve uma briga familiar onde todos entraram em vias de fatos, gerando uma briga generalizada dentro da casa, mas que todos já haviam saído do local e ido embora, foi lhe perguntado se houve agressão do marido, ela respondeu que sim, que brigou e discutiu com o marido, porém não queria representar, que apenas chamou a viatura para dar um susto nele.

Diante de todo o exposto, foi solicitado que apresentassem os documentos, para que fosse confeccionado um boletim de ocorrência, foi quando a solicitante se exaltou e começou a gritar que ninguém faria um boletim, que ela já estava saindo de casa, vendo a reação da esposa, o suspeito ficou ainda mais agressivo empurrando o policial que tentava fazer buscas em seu bolso no intuito de localizar algum ilícito ou documentos pessoais.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão por desobediência, e ao tentar algemar ele passou a resistir, usando força para se desvencilhar, após algemar o indivíduo, foi conduzido até o camburão da viatura, onde na sequência foi encaminhado até o cartório do 19º BPM para confecção do boletim e do Termo Circunstanciado.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply