Em menos de um mês, idosa perde filhos e marido para Covid-19 no Paraná: “Meu mundo desabou”

Divina observando a foto dos dois filhos e do marido que morreram vítimas da covid-19 em Maringá – Foto: Fábio Guillen / GMC Online

A história que a aposentada Divina Lima de Azevedo, de 75 anos, está vivendo nesta pandemia parece cena de filme de terror. Em menos de um mês, Divina perdeu o marido e dois filhos para a covid-19. Todos ficaram internados em UTIs de hospitais de Maringá e não resistiram ao agravamento da doença. Divina, inclusive, também ficou 10 dias internada e quando saiu do hospital as notícias não foram das melhores.  O esposo da aposentada, Luiz Gomes de Azevedo, 77 anos, era funcionário público aposentado e morreu no dia 29 de julho de 2020. O filho Paulo César de Azevedo, 54 anos, trabalhava como mecânico e morreu no dia 10 de agosto de 2020. Já o outro filho era Luiz Carlos de Azevedo, 47 anos, que era técnico de enfermagem e atuava na linha de frente da pandemia em Maringá. Luiz morreu no dia 31 de agosto de 2020. Dona Divina é mãe de sete filhos, mas infelizmente três morreram. Além dos dois que faleceram por complicações da covid-19, a aposentada perdeu a única filha mulher há 20 anos por problemas de saúde. Essa filha que morreu deixou um filho que hoje tem 20 anos. É ele que mora com a aposentada após a tragédia na família. 

Os outros quatro filhos da aposentada moram em outras cidades do Paraná e Santa Catarina. Um deles, que morava em Curitiba, voltou para Maringá com a esposa e três filhos para ficar mais perto da mãe nesse momento tão difícil para a família Azevedo.

“É outra benção na minha vida. Ele veio porque a coisa aqui estava muito feia. Mas eu gostei muito que ele veio pra perto de mim. Nunca fico sozinha. A casa sempre está cheia de netos e filhos. Eles são tudo pra mim. Gosto de todos os meus filhos. Deus mandou vários filhos porque sabia o que eu ia passar”, disse. 

GMC Online

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply