Policiais Penais Federais de Catanduvas pedem saída de diretora geral

Policiais Penais Federias que trabalham na Penitenciária Federal de Catanduvas, durante assembleia geral realizada na noite de sexta-feira (05),  votaram pela saída da Diretora Geral do DEPEN, Tânia fogaça que é Delegada de Polícia Federal. 

A categoria está insatisfeita pela atual gestão, e afirma que não conhece o verdadeiro trabalho da execução penal nas Penitenciária Federais do Brasil, bem como a importância do trabalho dos policiais para a segurança pública.

A Votação unânime na Câmara e no senado Federal transformou os  Agentes Penitenciários Federais em Policiais Penais Federais e os colocou no rol do ART 144 da constituição federal, porém a atual gestão vem demorando para encaminhar o processo de reestruturação, de acordo com os anseios da categoria que entrega o verdadeiro valor social à população, isolando líderes de facções criminosas que soltos podem gerar o caos e desestabilizar paz social.

No dia 11 de novembro eles realizaram uma mobilização em frente à unidade. Essa é uma forma de protesto para que as mudanças sejam feitas o quanto antes. 

Há 365 dias à população está sem a regulamentação da Polícia Penal Federal. 

Leia mais: Agentes Federais de Catanduvas realizam manifestação

Tarobá News

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply