“A família está destruída, não foi acidente, foi assassinato”, desabafa pai de jovem morta

Um acidente registrado nesta madrugada de sexta-feira (12) comoveu a cidade de Cascavel e resultou em uma tragédia. Uma jovem de apenas 19 anos, estudante do terceiro ano do curso de Educação Física e que sonhava em ser agente da Polícia Rodoviária Federal, pode ter sido morta propositalmente, ou seja, ter sido vítima de um assassinato, mas por engano.

O fato aconteceu no Bairro Canadá por volta das 3h desta sexta. Segundo o pai da jovem que infelizmente perdeu a vida – o pai não quis se identificar – ela e duas amigas estavam em duas motos. Ela e outra jovem que estavam em uma das motos foram acompanhar a outra amiga até sua casa, para que ela não fosse sozinha. No retorno, um Kadett começou a persegui-las e os ocupantes do carro gritavam pedindo para que parassem, mas se referiam a elas pelo nome de Alisson, dando a entender que estavam em busca de um rapaz com esse nome.

Assim que o veículo as alcançou, atropelou a moto passando por cima de uma das jovens. Não bastante, o condutor seguiu dirigindo por cerca de 50 metros com o corpo dela preso debaixo do carro. Foi necessário o uso de um guincho para remover o corpo debaixo do veículo, mas ela já estava sem vida. A outra ocupante da moto teve ferimentos graves e foi encaminhada para o hospital após ser socorrida pelo Siate.

Segundo relataram moradores próximos de onde o acidente aconteceu, os ocupantes do Kadett chegaram a descer do carro e, supostamente bebendo cerveja, teriam dito que “seria mais uma bronca [situação] para responder à justiça”. Eles alegaram que esperariam a Polícia chegar, mas não foi isso o que aconteceu. Eles fugiram na sequência sem prestar socorro. Eles já teriam sido identificados e ainda nesta manhã a Delegacia de Homicídios de Cascavel deve se pronunciar sobre o caso.

O pai da moça que morreu esteve no Instituto Médico Legal para fazer a liberação do corpo.

Erika Cristina Oliveira, de 20 anos, usou as redes sociais nesta manhã (12), para falar sobre o grave acidente registrado durante a madrugada. Erica estava em uma moto junto com Amanda Prado Amorim, quando foram atingida por um veículo Kadett, no Bairro Canadá.

A delegada de Homicídios de Cascavel Raísa Vargas afirmou que o caso da morte da motociclista de 19 anos atingida por um carro  é tratado como homicídio doloso. 

Tarobá News com Redação/Juliet Manfrin – Foto: Aílton Santos

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply