A exato 25 anos atrás terminava um dos maiores sequestros envolvendo família de empresário de Marechal Rondon

Arquivo RPCTV

Marechal Cândido Rondon – A exato 25 anos atrás,  teria um desfecho,  um dos maiores sequestros da história em Marechal Cândido Rondon, e terminou após 123 horas,  às 7 horas da manhã do dia 30 de Abril de 1995,  o sequestro na casa do empresário rondonense Roni Martin, na Rua Paraná, em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná.

A polícia paranaense havia invadido a casa, matou os três sequestradores e libertou os reféns. Leina Reuter Martin, 26, mulher do empresário, foi a única refém ferida. Ela foi operada às 8h no hospital Marechal Cândido Rondon e seu quadro era de “franca recuperação”.
Os outros reféns, uma mulher de 28, dois meninos de 7, a bebê de apenas 9 meses, um,a adolescente de 15, e uma jovem de 25, saíram sem ferimentos da operação.

A polícia iniciou a ação de resgate às 6h45. O carro-forte estacionado em frente à casa do empresário foi retirado e quatro ambulâncias foram posicionadas no portão. Vinte e um policiais civis e militares do Grupo Especial Anti-Sequestros entraram na casa às 6h51. Três minutos e meio depois o primeiro refém, o bebê Natália, foi retirado.

Na operação, os policiais arrombaram a porta de entrada da casa e, em seguida, a porta da suíte do casal onde estavam os sequestradores e os reféns. Foram usadas bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral e dados vários tiros.

Segundo a polícia, o sequestrador Pedro Beltramin foi o primeiro a morrer. A mulher do empresário rondonense foi ferida depois de se jogar sobre sua filha, a bebê de 9 meses na época. Ela teria recebido três tiros disparados por policiais e um por sequestradores.
Ao final da operação, o secretário da Segurança Pública do Paraná, Cândido Martins de Oliveira, disse que à 0h30 de ontem, em um último contato com os sequestradores, Beltramin ameaçara executar os reféns a partir das 8h.

Os sequestradores eram procurados em Santa Catarina, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul por sequestros e assaltos a banco. Eles foram identificados como Pedro Beltramin, Isalino Beltramin e Reginaldo Monteiro.

Um intenso trabalho policial, envolvendo várias equipes de Marechal Cândido Rondon, do oeste, inclusive Equipes Policiais do – COE/BOPE/PMPR, que terminou com os três bandidos mortos pela Policia.

Parabéns Polícia Militar do Paraná.
Parabéns Comandos e Operações Especiais – COE/BOPE/PMPR.

Fotos reprodução de 1995: Jornal Tribuna e vídeo Rede Globo e TV Tarobá

Fonte: Marechal News

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply