Isolamento, festa ou família?

O que mais nós percebemos por bairros da cidade, é churrasquinhos, rodadas de truco, cervejada, chopp, rodadas de narguilé e querendo ou não, até jogos de bola entre amigos, mas, tudo isso em casa e em chácaras.

O isolamento social recomendado não pela imprensa, mas sim, pelo Ministério da Saúde, a população, pelo menos parte dela, está respeitando e entendendo que o momento e critico, principalmente essa semana em que novos casos aparecem pelo Paraná e Brasil a fora.

Se a Imprensa não divulga fatos e até casos atualizados, os leitores de vários sites e telespectadores reclamam, se a Imprensa informa toda hora, reclama, se a Imprensa orienta, a Imprensa está sendo chata, se a Imprensa trás um furo de reportagem ou algo que seja para mostrar a realidade para a população, a Imprensa é pra ter Ibope, ou seja, informar ou não informar, nunca está bom para todos.

Neste momento, a Imprensa está fazendo seu papel, seja pequenas emissoras ou grandes, papel de orientar e atualizar os dados seja região ou nacional.

Mas pensei aqui, se todo esse papel de informar, orientar, muitos não estão levando a sério, estão achando que e brincadeira.

Está é a hora de nós, ficarmos em casa e refletir um pouco, pensar na família, não com cerveja, não com narguilé, não com jogos entre outros, é hora de dar valor a esposa, aos filhos e a todos que estão em nossa volta.

Amigos, colegas até ficam chateados de nós respeitamos este momento de isolamento de não os visitar, mas e se formos, deixa eles felizes pela visitas e eles ou nos contrair o vírus na rua e passar.

É melhor deixa um ou outro chateado, do que depois chorar por um ter pego a doença e está isolado de vez, sem ninguém da família poder chegar perto.

É pesado a opinião?.

Não, é prevenção e respeito ao próximo.

Mas e a dengue?

Ótima pergunta, temos vários casos, estes sim confirmados, hora de cada um fazer sua parte, já que está em casa, olhar cada canto do quintal.

Juntos somos mais fortes, vamos continuar se respeitando, ficando em casa, mas, não com festas, mas sim, com a família, amando cada um desta nação fantástica que temos e dar valor e agradecer a Deus em primeiro lugar.

Por Josi Moura

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply