Casos de estelionatos em Assis deixa moradores em alerta

Assis Chateaubriand – Várias vítimas estão caindo em um estelionato ou popularmente conhecido como golpe na cidade morada amiga, somente nesta quinta-feira (05), vários casos, sendo que destes, dois foram registrados na Policia Militar, sendo um no Jardim América e outro no Jardim Paraná.

No Jardim Paraná, a vítima relatou que por volta das  17H15MIN, uma pessoa ligou para a mesma relatando que haviam feito uma compra no cartão da mesma, do Banco do Brasil, sendo que ela respondeu que não havia feito nenhuma compra.

O suposto atendente pediu para a vitima ligar no 0800, o qual encontra-se atrás do cartão, sendo que a mesma ligou neste número e o atendente pediu todos os dados da declarante para cancelar o cartão, sendo documentos pessoais e senha.

Após isso, o golpista disse que a mesma deveria ir até a suposta central que fica em Umuarama, para levar seu cartão, que caso ela não pudesse, alguém passaria em sua residência para buscar o cartão.

A declarante concordou que alguém fosse buscar seu cartão, que essas pessoas pediram para a vítima escrever uma carta dizendo que não fez as compras relatadas no início e que colocasse dentro de um envelope, junto com o cartão.

Cerca de 5 minutos depois, chegou em sua residência, um rapaz moreno, cabelos e olhos escuros, boa aparência, trajando camisa branca e calça jeans, o que disse se chamar Arthur, estava de bicicleta, que o mesmo levou seu cartão e senha do banco do brasil.

Depois o elemento voltou a retornar a ligação, relatando que estavam ocorrendo novas compras no cartão, sendo nos valores R$ 400,00 e R$ 500,00, que a declarante neste momento desconfiou e passou a ligação para sua, a qual pediu que lhe provasse que o número era confiável, que pediu que a pessoa lhe passasse o número sendo que a pessoa que estava falando com ela se negou em passar.

Durante essa conversa, a mulher ouviu barulhos que não condizem com uma central de atendimento e neste momento a mesma disse que iria fazer um boletim de ocorrência e desligou o telefone.

Já no Jardim América, ocorreu por volta das 17h40, onde uma pessoa se identificou como sendo do Magazine Luiza e esta pessoa perguntou para a declarante se a mesma havia feito alguma compra usando o cartão, caso não fosse, a mesma devia ligar na Caixa Econômica que a declarante disse não ter feito tais compras, então, na sequência o suposto atendente orientou que a mesma realizasse uma ligação para o número 0800 existente atrás do cartão, realizando dos mesmos modos da outra ocorrência.

Um suposto atendente de nome Carlos Eduardo, relatou que a compra tinha  sido feita em posse de chip, senha e dados pessoais, que possivelmente teriam clonado seu cartão, porém disse que a mesma devia ficar tranquila pois mandaria um funcionário da caixa em sua residência, com um número de RG e um código de identificação, passou um protocolo para a vítima colocar no envelope, outro protocolo do estorno do dinheiro.

Este pediu para esta vitima também escrever uma carta.

Um rapaz com as mesmas características apareceu e levou o cartão com os dados e senha.

Passado certo tempo, o esposo da vítima, ligou para a mulher, dizendo que haviam feito saques da conta da declarante, no valor de R$ 1.250,00 , o senhor depositou mais R$ 2.000,00 para que a conta de sua esposa não ficasse no vermelho. e, que ainda foram feitas compras usando o último valor depositado.

Em outros casos também nesta data, foi utilizado da mesma forma com pelo menos 4 pessoas.

Outro golpe foi no Jardim Europa, um senhor recebeu uma ligação, de um individuo informando que se chamava Carlos Eduardo e que havia perdido uma irmã em um acidente no estado do Mato Grosso e que precisava de uma ajuda financeira para transladar o corpo para Assis.

Neste caso foi diferente, pois o golpista pediu para depositar R$ 1.000, a vitima chegou até a boca do caia para depositar, porém um popular percebeu o golpe e evitou que ela caísse.

O alerta está na cidade e fique atendo a vários prefixos diferentes e DDDs, em caso de duvida chame a polícia.

A Polícia Civil, deve acompanhar esses casos.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply