Rapaz é morto a golpes de facão no Jussara, suspeitos foram detidos pela Polícia em Assis Chateaubriand

Assis Chateaubriand – Um rapaz, identificado como Lucas Barbosa da Silva de 33 anos foi morto a golpes de facão, por volta das 01h50 deste domingo (02), na Rua das Tulipas, no Jardim Jussara em Assis.

Segundo informações, o rapaz antes de morrer, pediu por socorro, populares ligaram para a polícia, sendo que uma equipe da PM foi acionada, foi ao local e ainda em vida, o rapaz relatou que foi amarrado pela ex esposa, quando, adentrou na residência dois homens, com um facão, atacando a vítima de surpresa.

O rapaz ainda relatou que teve início a uma luta e conseguiu sair da residência e pedir socorro.

Posteriormente uma equipe do SAMU chegou ao local e socorreu o rapaz, levando para o Hospital Beneficente Moacir Micheletto, sendo que apresentava cerca de 10 ferimentos provocados por facão.

Policiais deslocaram para a residência da vitima e encontraram um Facão de lamina de aproximadamente 55 centímetros, totalizando 65 centímetros juntamente com o cabo.

Pouco tempo depois em buscas pelos suspeitos, a equipe deslocou até o Jardim Araçá, residência da ex do rapaz, ela relatou desesperada que haviam dois homens invadidos a casa do rapaz e ouviu diversos gritos.

A jovem foi encaminhada para a 3ª CIA, relatando que namorava outro rapaz atualmente e que era ex esposa da vítima, mas, que o rapaz não teria envolvimento.

Os dois homens segundo informações dela, um conhecido e outro desconhecido.

Policiais civis, através do delegado Dr. André Mendes, realizou diligencias ainda nesta madrugada, sendo na Rua Sergipe, no Jardim Progresso, onde foi localizado um tênis de cor vermelha, com marcas de sangue, além de uma calca jeans, também com vestígio de sangue.

Um proprietário de um bar nas proximidades, informou ter visualizado um rapaz e mais um homem de Bicicleta de cor Branca, próximo das 02h15, indo para residência e que ainda tentou comprar uma caixa de cerveja com um cartão de crédito, qual não aprovou a compra.

Foi confirmado pela ex a foto de carteira de trabalho e foto de identidade dos 2 homens, sendo que a equipe realizou apreensão dos objetos e deu voz de prisão para a ex, a qual confessou o crime de homicídio, acrescentando ainda que teria pago o valor de R$ 800,00 para os 2 homens, para “se livrar” de Lucas, pois o mesmo, diversas vezes agredia a jovem.

Ela relatou que deixou a entrada da residência para os 2 homens, dando as informações necessárias para execução de Lucas e que aguardou fora da Residência com um Cachorro em uma Coleira.

Lucas era filho do Osmar do sindicato dos trabalhadores de Assis.

O corpo foi recolhido por uma equipe do IML no hospital e levado para Toledo para exames de necropsia, posteriormente liberado para atos fúnebres.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply