Policiais Penais da PEC apreendem “kit cadeia” com 14 celulares, além de drogas e carregadores

Cascavel – Policiais Penais da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC) evitaram nesta madrugada, a entrada de: 14 celulares, quatro carregadores, além 50 gramas de substância análoga a maconha e 150 gramas de fumo, na unidade.

A ação ocorreu por volta 2h20, durante procedimento de ronda intramuros, quando os profissionais escutaram movimentações estranhas no entorno da penitenciária. Na sequência eles confirmaram que se tratava de arremesso de objetos ilícitos para dentro da unidade, os chamados “kit´s cadeia”.

Como a PEC conta com um completo circuito de monitoramento por câmeras de segurança, rapidamente foi identificado o local do arremesso, sendo encontrados vários invólucros com materiais ilícitos.

Na ocasião os policiais penais também realizaram inspeção nos telhados próximos ao local dos arremessos, onde foram encontrados mais alguns invólucros. Todos os materiais foram recolhidos antes que os apenados tivessem acesso a eles.

Os profissionais ainda realizaram uma patrulha na área externa da unidade com o apoio da equipe SOE de Cascavel. No entanto não foram encontradas outras alterações.

Os materiais apreendidos ficarão à disposição do Setor de Inteligência para averiguações. O caso foi registrado e será apurado.

“Essa apreensão, dentre outras ações de segurança, demonstra a dedicação e abnegação dos Policiais Penais que diuturnamente vigiam e guardam a ordem na PEC e contribuem com a   manutenção da segurança da sociedade de Cascavel”, destaca o chefe de segurança da PEC, Ferreira.

O coordenador regional do Depen, em Cascavel, Thiago Correia, ressalta que por meio do comprometimento dos policiais penais da PEC tem sido possível evitar a entrada de uma série de materiais ilícitos na unidade.

“As tentativas de arremesso e outras práticas para a entrada de materiais ilícitos na penitenciária são constantes, porém nossos profissionais estão capacitados para intervir e não permitir que os materiais cheguem aos presos”, afirmou.

Fonte: Tarobá News

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply