Após furtar colegas de trabalho, rapaz é detido pela PM e ganha as contas em Palotina

Palotina – A Policia Militar de Palotina foi acionada a comparecer em uma empresa da cidade, onde conforme informações um indivíduo teria violado os armários dos funcionários e subtraídos pertences.

Na posse das características foi logrado êxito em abordar um indivíduo, onde em busca pessoal foram localizados cinco aparelhos de celular e um chip, sendo que somente um continha chip, além de um crachá da empresa e uma carteira de trabalho e previdência social.

Questionado sobre os celulares, o indivíduo informou que os celulares seriam propriedade dele. Questionado sobre as fotos utilizadas nas telas de bloqueio de alguns aparelhos, o mesmo não soube responder.

O indivíduo demonstrava-se nervoso, sendo então algemado para resguardar a integridade física da equipe, e deslocou até a sede da empresa, onde foi feito contato com os supervisores de alguns setores que tiveram funcionários furtados.

De acordo com os responsáveis pela segurança, foram violados aproximadamente vinte armários, sendo furtados quatro dos cinco aparelhos de celular localizados com o abordado. Ainda de acordo com as vítimas, também foi furtada uma chave de motocicleta e um chaveiro contendo uma chave de um veículo e duas chaves de portas residenciais.

O chip localizado com o mesmo pertence ao celular de uma das vítimas que tiveram os pertences furtados.

Foi realizado contato com a delegacia de Polícia Civil de Palotina, onde de acordo com a orientação do policial, foram identificados os itens furtados e as vítimas, e os aparelhos foram devolvidos aos proprietários.

Durante as diligências da equipe policial, o detido informou ser usuário da substância entorpecente “crack”, e que cometeu o furto para adquirir as pedras para seu consumo. Relatou também que já esteve internado por nove vezes em clínicas de tratamento, e que manteve-se em abstinência por três anos desde o último internamento. Informou que tem interesse em ser internado para tratamento novamente.

Antes de deixar a cooperativa, o encarregado pelo setor de recursos humanos fez contato o detido para comunicá-lo da sua dispensa por justa causa por haver cometido falta grave no ambiente de trabalho.

Diante dos fatos e após encerradas as diligências, foi confeccionado o boletim de ocorrências dos fatos e o detido e seus pertences pessoais foram entregues na delegacia de Polícia Civil de Palotina para procedimentos cabíveis.

Fonte: Portal Palotina

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply