Após apreender som as 03h30 da manhã, participantes de festa vaiam policiais em Tupãssi

Tupãssi – Era por volta das 22h00 de ontem (28), quando um Show ao vivo em uma lanchonete começou e seguiu até as 03h30 desta madrugada (29), incomodando a vizinhança da Rua 24 de Julho, no centro da cidade, a Polícia Militar foi ate o local e apreendeu o equipamento.

Enquanto a equipe fazia o trabalho de combate a perturbação do sossego alheio e do trabalho, várias pessoas que estavam festando, vaiaram a atitude da polícia. Em um trecho, um dos participantes diz:

“Tupãssi nunca tem nada, quando tem ele manda fechar, ai povo aqui é Tupãssi e nunca pode ter nada”.

Segundo a Polícia Militar, na primeira vez que a equipe foi ao local, conversou com proprietário do estabelecimento e após orientado sobre o volume do som produzido, se comprometeu a manter o volume baixo.

Já no alto da madrugada, novamente os militares foram ao local, e constataram que estava com som em alto volume e alta aglomeração de pessoas, além da presença de som ao vivo em alto volume oriundo de uma caixa de som alto falante de 15, marca PRV, modelo 115MP3.

Constatado o fato, o proprietário do estabelecimento e contratante do show ao vivo, o proprietário da caixa de som ,alto falante e pessoa que realizada a manutenção e seleção das músicas, foram encaminhados para o Destacamento da Polícia Militar de Tupãssi, para a confecção do termo circunstanciado, como também realizado a apreensão do aparelho eletrônico. Ainda segundo a polícia, fora, várias reclamações via 190 de som excessivo e em longas horas da madrugada vem ocorrendo por diversas vezes, sendo o proprietário orientado em outras ocasiões, por esta e por outras equipes policiais, existindo inclusive, ofício de nº 25/2019 encaminhado pela Sala do Empreendedor de Tupãssi ao Destacamento da Polícia desta cidade, informando que a formalização de bares dentro do município é feito sempre sem entretenimento, significando que não poderá ter no local do estabelecimento som mecânico, som ao vivo ou show, e que tem havido denúncias sobre barulho excessivo e som em algumas dessas empresas, à noite, prejudicando moradores das residências próximas, e nas denúncias normalmente são feitas anonimamente pela Ouvidoria da Prefeitura, relatando, ainda, que os empresários são notificados, porém na maioria das vezes alegam inocência.

Um vídeo enviado para a nossa redação, mostra o exato momento da apreensão do equipamento.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply