“Ele só pedia um telefone dizendo que não iria soltar ninguém”, diz irmã dos adolescentes

Colaboração: Genésio Roecher

Cafelândia – Já dura aproximadamente 17 horas o sequestro de dois adolescentes em Cafelândia, no oeste do Paraná, e por mais de 5 horas policiais militares negociam a liberação das vítimas.

Ezequiel Basílio Mendes, 39 anos, conhecido como Lico, mantém os enteados amarrados dentro de casa no bairro Benjamin Motter. Segundo a irmã das vítimas,  “ele prendeu as crianças porque ontem a esposa foi trabalhar e ele pediu para ela ficar em casa, ela teria levado outra menina junto e hoje Ezequiel iria trabalhar, mas quando foi 13h de hoje ligaram perguntando o porque o adolescente não foi trabalhar, e os vizinhos perceberam eles dentro de casa amarrados. Ezequiel só pedia um telefone a eles”, disse uma das irmãs dos adolescentes.

No local advogados, conselheiros tutelares e psicólogos procuram colaborar na liberação dos reféns, que foram identificados como Ana e João. As negociações começaram as 13h30, mas os dois são mantidos dentro de casa desde a madrugada.

Fonte: Policial Web com Helen Santos/Tarobá News

Matéria relacionada

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta