Operação Adsumus: 10 pessoas foram presas e quatro estão foragidas

Entrevista sobre a operação – Imagens: Tarobá News

O delegado da Polícia Civil de Quedas do Iguaçu, Alex Sandro Marcos, falou que as investigações da Operação Adsumus acontecem desde 2017. Quando alguns homicídios foram registrados na cidade. 

Segundo ele, essas levaram à polícia ao grupo criminoso que seria mandante dos crimes. O delegado informou que integrantes da família Prates teria ligação aos crimes e que as mortes aconteceram após um dos irmãos ser assassinado em 2017. Os outros familiares por vingança teriam encomendado a morte de diversas pessoas, entre elas o secretário de Obras do município. 

Ainda segundo ele, 26 mandados de prisão foram expedidos, 10 pessoas foram presas em 2017. Hoje outras 10 pessoas foram presas, nas cidades de Guarapuava, Cascavel e Quedas do Iguaçu, houve também a prisão de um integrante em São Paulo. 13 suspeitos ainda estão em investigação e quatro foragidos.

O delegado informou ainda que após as diligências foi constatado que a família Prates era quem comandava e organizava os tráfico de drogas na cidade. 

80 policiais participaram da operação, sendo equipes de Cascavel, Toledo, Laranjeiras do Sul e Quedas do Iguaçu. Além do apoio aéreo de Curitiba e do Grupo Tigre. Alex informou que as diligências continuam e que com essas prisões a expectativa é para que haja uma queda no tráfico de drogas da região. 

Fonte: Tarobá News

Matéria relacionada

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply