Suspeito é detido após tentar estuprar mulher em Toledo

Toledo – Por volta das 20h15 deste domingo (18), uma equipe de Plantão de Acidentes de Trânsito da Polícia Militar, foi abordada por duas pessoas do sexo feminino, na Rua Pedro Alvares Cabral, onde uma senhora teria sido vítima de uma tentativa de estupro instantes anteriores em um mato, acesso ao Bairro Jardim Concórdia.

A senhora aparentava ter 60 anos e estava em estado de choque, porém, disse que estava recolhendo umas latinhas nas proximidades e que um homem de cor clara, camiseta de time e calça jeans teria tentado estuprá-la, inclusive teria tentado enforcá-la com suas mãos.

Diante dos fatos, com apoio de várias equipes policiais, foram realizadas buscas no local, sendo encontrado uma muleta e uma mochila de cor preta, que seriam propriedades do autor do fato. Diante dos fatos foi prestado apoio da vizinhança, pelo aplicativo de celular, vizinho solidário do Jardim Concórdia, onde vários moradores ajudaram nas buscas, que, durante buscas pelo matagal, a equipe ROTAM, recebeu uma denúncia de moradores que um indivíduo com as mesmas características estaria no sentido a Rua Arduíno Eugênio Donin e teria entrado em um lote baldio.

De posse das informações repassadas, a equipe logrou êxito em abordar o meliante, o qual estava escondido em meio a entulhos de resto de obras em um lote na Rua Antonio Reis, com ele foram encontrados uma sacola que continha em seu interior uma camisa do Corinthians, um boné, uma blusa feminina de lã.

Foi perguntado sobre os fatos, o mesmo relatou a equipe que teria pedido o horário para uma senhora momento em que ela se assustou e ele saiu correndo, sobre a muleta e a mochila encontrados no local inicial, disse ser de sua propriedade, disse ainda que possui algumas escoriações leves devido sua corrida em meio ao mato onde veio a cair algumas vezes.

Em consulta ao sistema de investigação policial foi encontrado um mandado de prisão expedido em seu desfavor. Diante dos fatos, este foi preso e encaminhado até a 20ª SDP, onde está a disposição da justiça.

Ainda segundo a polícia, a vítima se ausentou do local, não sendo possível sua identificação, porém, as duas testemunhas do fato inicial reconheceram que o detido como sendo autor do fato e afirmaram que dias antes, ele teria se masturbado em público, em uma praça ali próximo. As testemunhas foram identificadas e orientadas a comparecer com a vítima até a delegacia para procedimentos cabíveis.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply