Homem é preso em flagrante após agredir a mulher no Jardim Progresso em Assis Chateaubriand

Por volta das 22h40 desta sexta-feira (12), a Polícia Militar de Assis Chateaubriand foi solicitada por uma mulher de 34 anos de idade, a comparecer no Jardim Progresso, onde segundo a solicitante, seu marido estava lhe agredindo com socos, ponta pés, jogando contra a parede. No local, a equipe conversou com a vítima,  momento em que o agressor saiu do interior da casa muito agressivo, arrogante, com um copo de vidro na mão, dizendo “o que vocês estão fazendo aqui, vão se f****, f**** da p***”, oportunidade em que arremessou o copo de vidro contra a equipe policial, que por sorte não acertou.

Na sequência, o elemento saiu correndo, desobedecendo a ordem de parar emanada pela equipe policial, sendo que já na Avenida Industrial, o indivíduo tentou pular o muro de uma residência para tentar desvencilhar da equipe policial, todavia, os militares lograram êxito em alcançá-lo, sendo que neste momento o indivíduo investiu contra a equipe policial, usando de sua força física, momento em que os policiais também usaram da forca física adequada e proporcional para neutralizar a injusta agressão praticada pela pessoa de iniciais F.D.P.

O agressor foi algemado para garantir a sua própria segurança e constato junto ao sistema que havia um Mandado de Prisão, sendo que por este motivo, o elemento também recebeu voz de prisão. Tanto a solicitante quanto o elemento, compareceram em uma audiência que aconteceu no Fórum da Comarca de Assis Chateaubriand, em data de 10/07/2019, em que apura fatos de violência doméstica e uso de drogas para consumo.

A solicitante disse que mentiu em tal audiência quando disse que a droga apreendida era para o seu consumo, sendo que na verdade a droga era de seu marido, a solicitante disse que mentiu que a droga era sua, para aliviar a situação de seu marido. A solicitante disse também, que estava com um curativo na mão, sendo que o promotor chegou a perguntar qual a origem daquele curativo, momento em que a solicitante respondeu que estava internada por cólica de rim, mas, a solicitante disse que na verdade havia levado um chute no abdômen, por isso, foi internada, mais uma vez, a solicitante disse que mentiu para aliviar a situação.

Diante dos fatos, a solicitante e e o agressor foram entregues na 48ª DRP, para procedimentos de Polícia Judiciária.

Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply