Apontado como autor de homicídio em Assis é preso pela PC durante operação na região

Durante a Operação Poder Paralelo da Polícia Civil de Umuarama, deflagrada nesta segunda-feira (24), onde foram cumpridos oito mandados de prisão, contra integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), além da própria esposa da vitima de um crime de homicídio, que durou cerca de quatro meses de investigação. Um dos criminosos presos estava foragido da Justiça e possuía em seu desfavor dois mandados de prisão também pela prática de outros crimes de homicídio, sendo um destes na cidade de Assis Chateaubriand, crime ocorrido no dia 25/12/2018, na Rua Itu, no Jardim Araçá, sendo que o autor desferiu golpes de faca contra Advanir Ponciano Brum de 57 anos, este padrasto do autor, a faca ficou cravada na vitima.

Foto: Arquivo Policial Web

No dia do fato, segundo o que foi informado no local, a vítima saiu para comprar bebida a pedido de seu enteado e ao retornar, relatou que teria pago mais de R$ 15,00, que era o combinado com seu enteado e autor dos fatos, identificado como Valdevino do Carmo. Após isso, começou a discussão entre o autor e a vítima, o autor foi embora e na sequência retornou na residência, a vítima entrou rapidamente na casa e o autor desferiu um golpe de faca e se evadiu do local como se não tivesse acontecido nada. Na sequência, Advanir saiu para fora da residência todo sujo de sangue e caiu no chão. Uma equipe do SAMU socorreu o homem e levou em estado grave para o Hospital Beneficente Moacir Micheletto, mas por conta da gravidade não resistiu e faleceu.

Desde esta data, a Polícia Civil investiga o caso, sendo que foi pedido e atendido pela justiça um mandado de prisão e este estava sendo cassado pela polícia. A prisão do mesmo ocorreu na cidade de Jesuítas, sendo que este estava também sendo investigado em outros crimes, um deles, ocorreu no dia 06/02/2019, por volta das 23h00, na Estrada Pavão, em Umuarama. As investigações apontaram que a esposa da vítima, descobriu que o marido teria estuprado a filha do casal. Diante disso, levou o caso ao conhecimento do PCC, que, por sua vez, decidiu executar o homem pela suposta prática do estupro. Um dos líderes do PCC no Estado do Paraná, atualmente preso na Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (PECO), orquestrou a ação de dentro do presídio, arregimentando e coordenando os membros da facção que se encontravam em liberdade.

Foto: Reprodução Umuarama News

Toda a ação criminosa foi previamente planejada e contou com apoio logístico de faccionados residentes na cidade de Umuarama, Cruzeiro do Oeste, Cianorte e Jesuítas. Ao todo, cinco membros do Primeiro Comando da Capital participaram do crime. O resultado positivo só foi possível após intensos e incansáveis trabalhos investigativos realizados pelo Grupo de Diligências Especiais (GDE) da Polícia Civil de Umuarama.

Foto: Reprodução Umuarama News

Fonte: Policial Web com Polícia Civil

Foto: Polícia Civil
Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply