PM registra caso de estelionato em Assis Chateaubriand

Por volta das 08h40 desta sexta-feira (21), compareceram na Sede da 3ª Cia da Polícia Militar em Assis Chateaubriand, duas pessoas, as quais passaram a relatar que eram proprietários do veículo Renault Megane RX, sendo que em data de 12/06/2019, venderam o veículo para a pessoa de iniciais A. U. F., residente e domiciliado em Francisco Alves, por 320 sacas de milho, cerca de R$ 9.000,00, com data de vencimento para 27/06/2019, conforme Contrato de Compra e Venda com Reserva de Domínio, registrado no Cartório de 1º Tabelião de Notas de Assis Chateaubriand.

Na de 14/06/2019 por volta das 22h00, os noticiantes foram informados pela Polícia Militar de Assis Chateaubriand, que o citado veículo dos noticiantes havia sido encontrado destruído por fogo na área rural na linha La Salle, próximo a cerâmica La Salle na cidade de Palotina, sendo que no local não havia ninguém, conforme Boletim de Ocorrência. Posteriormente, na data de 14/06/2019, às 22h40, a pessoa de J. G. F., compareceu no Pelotão de Polícia Militar na Cidade de Palotina, ocasião em passou a relatar que estava com o veículo que havia sido destruído pelo fogo, momento em que relatou que três pessoas armadas realizaram a abordagem e pediram para ele sair do veículo, oportunidade em que os três indivíduos colocaram fogo no citado veículo, entretanto, segundo consta no Boletim de Ocorrência, o senhor J. apresentou várias versões divergentes e desconexas.

Junto ao sistema policial foi possui identificar a pessoa de A. U. F., ocasião que foi constatado que A. possui mais de 10 passagens policiais, entre elas, várias pelo crime de estelionato. Diante do exposto, considerando as circunstâncias supramencionadas, os ora noticiantes acreditam que foram vítimas de estelionato. A Pessoa de A. havia afirmado para os noticiantes que possuía fazenda em Francisco Alves, bem como tocava terras rurais na região do Barreiro, próximo de São Cosme, Assis Chateaubriand, o que daria mais de 200 alqueires.

Os noticiantes precisam da carcaça do referido veículo para ser dado baixa junto ao Detran/PR. Contudo, os noticiantes pedem e esperam que sejam tomadas as medidas de Polícia Judiciária.

Foto: Arquivo
Compartilhar:

Seja o primeiro a comentar

Leave a Reply